administração de condominios

A administração de condomínios é uma tarefa diária, que busca garantir a segurança e qualidade de vida de todos os moradores de um prédio ou conjunto deles. Nesse sentido, uma das suas responsabilidades é promover obras quando necessário.

Afinal, seja para manter em dia a manutenção seja para resolver problemas específicos, reformas devem ser feitas com alguma regularidade.

Assim, depois de identificar a necessidade de uma obra no condomínio e aprová-la em assembleia, caso necessário, pois nem todas devem passar por esse processo, chega a hora de planejar a reforma.

O planejamento é fundamental para evitar transtornos e despesas desnecessárias. Mas, como se planejar para reforma do prédio?

Se você tem interesse no assunto e quer saber mais, continue lendo este artigo. Nos tópicos a seguir, você encontra os principais aspectos que envolvem o planejamento de uma obra em condomínios.

  • Contrate um arquiteto para avaliar a situação
  • Crie uma comissão de reforma
  • Faça o levantamento das despesas
  • Pesquise os melhores preços
  • Busque profissionais capacitados
  • Esteja preparado para os imprevistos

Contrate um arquiteto para avaliar a situação

Quando a administração de condomínios precisa planejar uma obra, o primeiro passo é saber exatamente o que deve ser feito. Para tanto, é essencial a contratação de um arquiteto, para verificar o problema e definir uma solução.

Mesmo que seja apenas uma reforma de manutenção, é preciso contratar profissionais qualificados e experientes na área. Assim, é possível garantir o cumprimento da lei e a segurança de todos os moradores. 

Crie uma comissão de reforma

O segundo passo para planejar a reforma do prédio é criar uma comissão. Ela deve ser formada pelos condôminos, a fim de descentralizar a tomada de decisões, permitindo uma participação mais democrática.

Além disso, é preciso fazer orçamentos e muita pesquisa, o que se torna mais eficiente quando existem várias pessoas responsáveis por isso. 

Faça o levantamento das despesas

Depois de identificar no que consiste a obra, chega a hora de fazer o levantamento das despesas, até para saber da onde o valor necessário será retirado. Em geral, os condomínios devem contar com um fundo de reserva para imprevistos e manutenções.

No caso de não existir esse fundo ou o valor nele não for suficiente, mas a obra é urgente, então, deve ser feito um rateio entre os condôminos. A forma como isso é feito deve constar na convenção de condomínio.

De qualquer forma, é preciso fazer três orçamentos com empreiteiras e, de acordo com o caso, mais uma vez levar para a aprovação em assembleia.

Pesquise os melhores preços

Além do orçamento previsto para a contratação de mão de obra, a administração de condomínios deve se preocupar em buscar o melhor preço dos materiais. Embora a qualidade do que for adquirido deva ser levada em conta, é possível encontrar bons preços.

Uma forma de conseguir isso é comprando diretamente dos fornecedores, o que pode ser mais fácil ao contratar uma empreiteira. Além disso, comprar todos os materiais de um único lugar pode se tornar econômico, já que permite um maior poder de negociação. 

Busque profissionais capacitados

Embora seja importante buscar três orçamentos na hora de verificar o valor de uma obra para o prédio, é necessário levar em conta a qualidade dos serviços prestados. Assim, não contratar o preço mais baixo sem avaliar outras questões.

Caso contrário, o barato pode sair caro. Portanto, vale a pena buscar a opinião de clientes desses profissionais, que podem falar sobre a qualidade do seu trabalho.

No caso de uma administradora de condomínios, é possível que exista uma lista de profissionais previamente selecionados e competentes para realizar o serviço necessário. 

Esteja preparado para os imprevistos

Na hora de planejar a reforma em um prédio, é preciso levar em consideração ainda tudo o que pode sair do que foi previsto, como atrasos nos prazos de início e conclusão da obra e nos possíveis gastos extras.

Afinal, por mais bem planejada que tenha sido a reforma, existem chances de imprevistos e estar preparados para eles é o jeito certo de resolvê-los.

No caso de custos extras, provindos de reparos que podem ser verificados durante a obra, pode-se destinar previamente um valor para isso. Assim, consegue-se evitar um atraso ou mesmo cancelamento da reforma.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem