Teste de covid


Desde o ano passado, com o início da pandemia do novo coronavírus, a realização do teste de Covid se tornou muito importante para reduzir novos casos da doença. 

Afinal de contas, quando fazemos o teste e ele dá resultado positivo, podemos nos isolar ainda mais de pessoas - se afastar por alguns dias do trabalho, por exemplo - e evitar que elas sejam contaminadas com o vírus. 


Porém, o que algumas pessoas não sabem é que existem diferentes tipos de testes de Covid e cada um possui as suas particularidades. 


Mas, então, quais testes existem? E quais são as diferenças entre eles? 


Esclarecer as dúvidas acima é muito importante para se manter atualizado sobre o assunto e, caso precise realizar o teste, saiba quais opções pode escolher, ou o seu médico pode recomendar. 


Vale dizer que atualmente você pode optar por realizar o teste de Covid em diferentes locais, incluindo farmácias, laboratórios, hospitais e até mesmo no conforto da sua casa. 


Esse cenário é extremamente importante, já que quanto mais fácil for para ter acesso aos testes, mais rápido é possível realizá-los e obter um resultado. 


Continue a leitura para saber mais sobre teste de Covid e quais são as principais diferenças entre os que estão disponíveis! 


Tipos de teste de Covid

Existem dois tipos principais de testes de diagnóstico: os testes moleculares, geralmente realizados por técnicos de laboratório, e os testes de antígenos, que são mais rápidos.


O que eles têm em comum:


  • Ambos são coletados pela garganta, esfregaços nasais e, em alguns casos, saliva;
  • Ambos emitem um resultado positivo ou negativo;
  • Embora esses testes digam que o vírus está presente, eles não podem dizer o quão “sério” é o curso de uma doença que você pode ter.


É importante dizer que, na maioria das vezes, os testes de diagnóstico não precisarão ser alterados para detectar novas variantes. 


Abaixo, entenda melhor como cada tipo de teste de Covid funciona: 

Testes Moleculares

O que eles fazem: esses testes procuram o material genético do vírus e são o padrão atual para o diagnóstico de Covid-19.


Método: esfregaço nasal ou de garganta e, para alguns testes, saliva.


Precisão: alguns testes moleculares de ponto de atendimento são menos sensíveis do que os testes de laboratório de referência. 


Os testes moleculares produzem falsos negativos, mas não com muita frequência. Os falsos negativos são improváveis ​​quando uma pessoa tem a maioria dos vírus, o que geralmente ocorre nos primeiros cinco dias dos sintomas.


Para levar em consideração: se um teste molecular disser que você deu negativo para o vírus na primeira semana após os sintomas, provavelmente você não está infectado. Mais adiante na doença, pode ser mais difícil determinar.


Testes de Antígeno

O que eles fazem: esses testes rápidos, que detectam certas proteínas na superfície ou no vírus, são baratos, eficientes e rápidos. 


Eles podem ser usados ​​para fazer um diagnóstico clínico em pacientes sintomáticos nos primeiros cinco dias de sintomas. No entanto, eles não são atualmente recomendados para a triagem de assintomáticos - que são infectados sem sintomas.


Método: esfregaço nasal ou de garganta.


Tempo de retorno: tão rápido quanto 10-15 minutos ou até 30 minutos.


Exatidão: resultados falso-positivos são bastante improváveis ​​com esses testes quando usados ​​conforme descrito acima. Mas se você tiver sintomas e receber um resultado de teste de antígeno negativo, você ainda pode ter Covid-19 e pode precisar de um teste molecular para confirmação. 

Em pessoas assintomáticas, os dados são mais limitados, mas o teste é menos preciso.


Levando em consideração: os testes de antígenos seriam testes de triagem muito bons para pacientes sintomáticos no início da doença - particularmente em locais onde o acesso a testes moleculares é ruim ou onde leva muito tempo para obter resultados.


Testes de anticorpos (sorologia)

O que eles fazem: esses testes detectam anticorpos que sinalizam que o corpo montou uma resposta imunológica ao vírus. Eles não indicam se uma pessoa tem infecção atual por Covid-19 ou quando foi exposta.


Método: amostra de sangue.


Precisão: os testes de anticorpos detectam se você tem anticorpos contra o vírus, mas não se são anticorpos neutralizantes, que são o melhor indicador de que alguém está protegido contra o vírus. 


Levando em consideração: esses testes podem ser úteis para pessoas que apresentaram sintomas de Covid-19, mas receberam resultados negativos - talvez porque foram testados posteriormente a doença - para determinar se provavelmente tiveram a doença no passado. 


Este teste deve ser feito mais de 14 dias após os sintomas - idealmente, mais de um mês depois.


Conclusão

A realização do teste de Covid se tornou algo essencial para reduzir o número de novos casos da doença. 


Isso porque quando conseguimos identificar um resultado positivo para a doença, podemos nos isolar ainda mais e, dessa maneira, evitar que outras pessoas sejam contaminadas. 


Porém, depois deste artigo, você já sabe que existem diferentes tipos de testes para identificar a Covid-19. 


Com isso, se precisar realizar um teste, avalie as opções disponíveis e, se possível, fale com um médico para saber qual é a sua recomendação de exame. 

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem