criptomoedas

Quando falamos de valores em dinheiro, por mais que muitas vezes o vemos como um número na conta, sabemos que basta apenas ter um cartão ou ele em espécie na carteira para realizar compras, ou pagamentos ou qualquer outra movimentação financeira. 

Entretanto, você já parou para pensar como é o funcionamento de uma carteira de criptomoedas e por que ela é tão necessária para entrar nesse ramo de investimentos? Por que preciso de uma carteira sendo que essas criptomoedas não são físicas?

Neste artigo vamos te explicar como ela funciona e as razões para você ter uma dessas. 

O que é uma carteira de criptomoedas?

Uma carteira digital de criptomoedas possui a função de qualquer outra carteira: guardar os valores. Entretanto, diferente do item que colocamos no bolso ou em uma bolsa, ele é exclusivamente eletrônico. 

Por mais que existam pequenos dispositivos físicos que muitas corretoras vendem e que simulem uma carteira em que é possível realizar as transações, a sua essência é ser exclusivamente virtual. Não custa lembrarmos que não é bom usar qualquer aplicativo de carteira ou sair comprando qualquer criptoativo. Estude bem para conhecer bem as melhores criptomoedas para investir e saber onde armazená-las.

A função da carteira é tornar possível uma transação com criptomoedas e dar segurança. 

Porém, as carteiras digitais de criptomoedas possuem uma diferença fundamental para com as contas bancárias: elas não possuem a identificação de um titular. 

Dessa maneira, essas carteiras não estão vinculadas a uma CPF ou a um CNPJ. Essa estrutura de armazenamento não existe quando falamos em carteira de criptomoedas, o que causa muita apreensão em governos e bancos, já que não é possível saber de onde vem uma transação realizada com criptomoedas. 

Mas, se as criptomoedas não são físicas, o que essas carteiras guardou? Elas armazenam chaves, que são sequências numéricas, para realizar as transações das cripta moedas.

Essas chaves são divididas em dois tipos: as públicas e as privadas. As primeiras são usadas para enviar e receber; Já as chaves privadas são uma espécie de sair aqui não deve ser transferida para ninguém.

Toda a transação que é realizada entre criptomoedas para uma outra carteira fica registrada no blockchain e toda a comunidade pode ver o caminho dessas moedas, mas nunca conseguem ver quem foi o responsável por esse movimento.


Por que é importante ter uma carteira de criptomoedas?

Ter uma carteira digital de criptomoedas é o primeiro passo para quem quiser começar a manipular esse tipo de moeda. Assim, antes de mais nada, antes de começar, faça a sua carteira. 

Além disso, para quem trabalha ou trabalhou com mineração, é fundamental ter uma carteira que será onde irá receber suas criptomoedas. 

Entretanto, caso você não queira ter uma carteira, você pode deixar suas criptomoedas sob a custódia da corretora de quem você comprou. Assim, as criptomoedas ficam na própria foto plataforma que é responsável por guardá-las. Caso faça isso, escolha uma empresa confiável, e se quiser se aprofundar no assunto veja esse outro conteúdo sobre as melhores corretoras de bitcoin e  cripttomoedas.

Os tipos de carteiras de criptomoedas

Assim, caso a opção não seja deixar as criptomoedas sob a custódia de uma corretora  (exchange), existem duas maneiras de ter uma carteira de criptomoedas. 

A primeira é a software wallet, que são programas e que podem ser instalados tanto em um computador como em um smartphone ou tablet e que permite armazenar para as cripta moedas.

A outra modalidade está ligada a um dispositivo físico que parece com o Pen Drive e que guarda as chaves das criptomoedas. Essas são as hard wallets. 

Assim, a grande diferença é que a primeira pode ser gratuita, já a segunda, com certeza terá de ser pago um valor. 

Além disso, no caso da primeira opção, é fundamental ter acesso à internet para verificar o saldo ou fazer qualquer outra transação. Diferente do que acontece com a segunda opção, já que os dados estão armazenados no dispositivo, porém, essa é uma opção bem mais cara. 

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem